SIGA-NOS:

  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • w-facebook

Copyright© 2015 - Todos os Direitos Reservados a Drª. Érica Azevedo - especialista em Alergia e Imunologia

Aprendendo a ler o rótulo - parte 2 - Alergia ao ovo

 

 

 

Hoje é a vez do ovo! No último post coloquei como devemos ler o rótulo dos alimentos, focando no leite. Hoje vou focar no ovo, mas certas regras são válidas sempre.

 

Primeira regra de ouro, ler, reler e ler novamente. É importante ler o rótulo quando tiramos o alimento na prateleira do supermercado, quando vamos guardá-lo na dispensa e antes de servi-lo para uma pessoa alérgica. E, infelizmente, temos que repetir o processo todo quando vamos comprar novamente o produto, pois as marcas podem mudar seus ingredientes sem aviso prévio.

 

Quando estamos na dúvida se um alimento leva ou não ovo, podemos comparar com outro similar de outra marca, pois se uma marca de maionese, por exemplo, leva ovo, é provável que a outra leve também, mesmo que não esteja no rótulo. Nesse caso podemos ainda entrar em contato com o SAC (serviço de atendimento ao cliente) e perguntar se o produto pode conter ovo.

 

Devemos sempre desconfiar de certos alimentos que são suspeitos de conter ovos:

 

  • Biscoitos
  • Macarrão
  • Achocolatados
  • Bolos
  • Tortas
  • Pudim
  • Pães
  • Chocolate

     

     

Também é importante prestar atenção em certos ingredientes que indicam a presença da proteína do ovo:

 

  • Albumina
  • Globulina
  • Conalbumina
  • Flavoproteína
  • Fosvitina
  • Ovoglobulina
  • Ovotransferrina
  • Lipoproteína de baixa densidade
  • Lecitina
  • Livetina
  • Lipovitelina
  • Lisozima (E1105)
  • Ovomucina
  • Ovomucóide
  • Vitelina
  • Ovovitelina
  • Sólidos de ovo
  • Grânulo
  • Plasma
  • Gema
  • Clara
  • Ovo de galinha
  • Ovo em pó
  • Ovo pasteurisado
  • Maionese
  • Gemada
  • Merengue
  • Simplesse

 

 

Para quem é alérgico ao ovo recomendo visitar o site da campanha “Põe no rótulo” - #poenorotulo. Essa campanha está exigindo junto a Anvisa regras para uma rotulagem mais clara dos alimentos, para que pacientes alérgicos tenham menos risco de ingestão acidental.

 

www.poenorotulo.com.br

www.poenorotulo.com.br/CartilhaAlergiaAlimentar_29AGO.pdf

 

 

 

Bibliografia:

1) Binsfeld BL, Pastorino AC, Castro APBM, Yonamine GH, Gushken AKF, Jacob CMA. Conhecimento da rotulagem de produtos industrializados por familiares de pacientes com alergia a leite de vaca. Rev. Paul. Pediatr. 2009; 27(3): 296 – 302

2) Simons E, Weiss CC, Furlong TJ, Sicherer SH. Impact of ingredient labeling practices on food allergic consumers. AnnAllergy Asthma Immunol. 2005; 95: 426 – 8

3) Muñoz-Furlong A. Daily coping strategies for patients and their families. Pediatrics. 2003; 111(6): 1654-61

4) Cartilha da Alergia Alimentar. Proteste/Põe no rótulo

5) www.poenorotulo.com.br

6) www.sbai.org.br/secao.asp?id=810&s=51

 

Please reload

Em Destaque

Dicas para quem tem asma e rinite – controle do ambiente - Parte 2

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Tags