Aprendendo a ler o rótulo - parte 1 - Alergia ao leite de vaca

 

 

Hoje o post é para quem tem alergia alimentar, mais especificamente, ao leite de vaca.

 

Parece fácil não tomar nada de leite, mas é muito difícil. Quando fazemos a receita em casa ainda é melhor, pois nesse caso temos o total controle dos ingredientes, mas quando vamos comer fora, ou compramos produtos industrializados, começa o problema.

 

Um estudo nos Estados Unidos demonstrou que 16% das reações alérgicas em pacientes fazendo dieta de exclusão ocorreram pelo não entendimento do rótulo do alimento e 22% pelo rótulo não conter o ingrediente em questão. Mas como? Bem, em primeiro lugar, se o ingrediente existir em pequena quantidade, o fabricante não é obrigado a colocar no rótulo. Além disso, por vezes eles colocam na lista o ingrediente com um nome que não é claro para a maioria das pessoas e as letrinhas são bem pequeninhas. Por isso, não basta só ler o rótulo, tem que saber ler o rótulo.

 

- Ao comprar qualquer produto SEMPRE leia o rótulo, mesmo que você ache que não levaria leite. Ele pode ser encontrado em locais inesperados. Por exemplo, muitos pães, torradas e até embutidos levam leite. 

 

Vamos fazer uma brincadeira, eu coloco o rótulo e vocês vêem se conseguem achar o leite.

 

 

 

 

 

 

 

 

- Leia e releia o rótulo! Toda vez que você for comprar um produto, mesmo que seja um produto que você já conhece, você deve ler o rótulo novamente. Isso porque as marcas podem mudar sua fómula e incluir ingredientes novos a qualquer momento, sem aviso prévio.

 

- Também é bom reler os rótulos ao guardar o produto e antes de servir à pessoa alérgica, pois como as letrinhas são pequenas, às vezes alguma coisa pode escapar.

 

- Como algumas vezes não se colocam ingredientes em pequenas quantidades, é sempre bom comparar os rótulos de produtos similares, se um biscoito leva leite, é provavel que outro igual leve também e o rótulo seja menos claro.

 

 

 

No primeiro rótulo vemos claramente a presença do leite, inclusive ele descreveu os ingredientes do recheio do biscoito, já no segundo, não tem o leite descrito, pode ser que ele tenha uma fórmula diferente, mas no caso de reações graves, o melhor é não arriscar... 

 

- Cuidado com termos coletivos como tempero, aroma e corante, pois dentro desses pode conter leite. Por exemplo, “corante caramelo”, esse termo pode indicar a presença de leite no produto.

 

 

 

Outro exemplo, entre os ingredientes do biscoito temos gotas de chocolate, mas não sabemos de que essas gotas são compostas, não está especificado no rótulo, provavelmente leva leite.

 

 

 

- Desconfie do termo "sem lactose", leite sem lactose tem proteína do leite e não pode ser consumido por pacientes alérgicos. Além disso, a lactose é o açucar do leite, e pode conter traços da proteína.

 

- Evite também ingredientes que podem fazer reação cruzada com o leite de vaca, como leite de ovelha ou de cabra.

 

- Sempre desconfie de certos alimentos, mesmo que não tenha descrito leite nos ingredientes, como por exemplo:

 

  • Biscoitos
  • Achocolatados
  • Pudins
  • Embutidos
  • Sovete
  • Bolos
  • Tortas
  • Pães
  • Purê

 

 

- Lembre-se que não são só os alimentos que podem ter traços de leite em sua composição, por isso é importante também ler os ingredientes nas bulas de medicamentos.

 

- Sempre nos casos de dúvida podemos ligar para o SAC (serviço de atendimento ao cliente), o telefone vem na embalagem do alimento. Devemos perguntar se o alimento leva leite, é melhor que perguntar quais são os ingredientes do produto.

 

- Muitas vezes nos rótulos aparecem nomes que nunca pensaríamos que quer dizer leite. Por isso fique de olho para os seguintes ingredientes que podem indicar a presença de leite no alimento.

 

  • Caseína
  • Caseína hidrolisada
  • Caseinato de amônia
  • Caseinato de cálcio
  • Caseinato de sódio
  • Caseinato de potássio
  • Caseinato de magnésio
  • Fosfato de lactoalbumina
  • Lactato
  • Lactoferrina
  • Lactoalbumina
  • Lactoglobulina
  • Proteína do leite hidrolisada
  • Proteína láctea
  • Gordura anidra de leite
  • Composto lácteo
  • Sabor ou aroma caramelo,
  • Sabor ou aroma manteiga
  • Sabor ou aroma margarina
  • Sabor ou aroma baunilha
  • Sabor ou aroma queijo
  • Sabor ou aroma coco
  • Whey protein
  • Petit suisse
  • Nougat
  • Chantily
  • Ghee
  • Soro de leite
  • Bebida láctea
  • Lactose
  • Leite
  • Leite fermentado
  • Leitelho
  • Creme de leite
  • Nata
  • Queijo
  • Requeijão
  • Coalhada
  • Iogurte
  • Leite condensado
  • Doce de leite
  • Manteiga
  • Margarina (a maioria das marcas contém leite)
  • Chocolate

 

 

Como vocês podem ver, essa questão do rótulo não ser claro é um problema sério para quem é alérgico. Nos Estados Unidos, desde 2006 as indústrias tem que relatar os alérgenos comuns (leite, ovo, soja, amendoim, castanhas, trigo e frutos do mar) de forma clara e em linguagem simples em todos os rótulos. No Brasil, em 2014 surgiu um movimento nas redes sociais, promovido por famílias de pacientes alérgicos, a campanha Põe no rótulo - #Põenorotulo. Graças a essa campanha, no mesmo ano, a Anvisa promoveu uma consulta pública de projeto de norma de rotulagem de alérgenos em alimentos e a ASBAI, (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia) participou deste processo. É um passo muito importante para que os rótulos sejam claros e as pessoas com alergia alimentar tenham um risco menor de ingestão acidental. Vale a pena visitar o site da campanha e a cartilha deles para os pacientes alérgicos:

 

 

www.poenorotulo.com.br

 

 

www.poenorotulo.com.br/CartilhaAlergiaAlimentar_29AGO.pdf

 

 

 

Bibliografia:

1) Binsfeld BL, Pastorino AC, Castro APBM, Yonamine GH, Gushken AKF, Jacob CMA. Conhecimento da rotulagem de produtos industrializados por familiares de pacientes com alergia a leite de vaca. Rev. Paul. Pediatr. 2009; 27(3): 296 – 302

2) Simons E, Weiss CC, Furlong TJ, Sicherer SH. Impact of ingredient labeling practices on food allergic consumers. AnnAllergy Asthma Immunol. 2005; 95: 426 – 8

3) Muñoz-Furlong A. Daily coping strategies for patients and their families. Pediatrics. 2003; 111(6): 1654-61

4) Cartilha da Alergia Alimentar. Proteste/Põe no rótulo

5) www.poenorotulo.com.br

6) www.sbai.org.br/secao.asp?id=810&s=51

Please reload

Em Destaque

Dicas para quem tem asma e rinite – controle do ambiente - Parte 2

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square

SIGA-NOS:

  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • w-facebook

Copyright© 2015 - Todos os Direitos Reservados a Drª. Érica Azevedo - especialista em Alergia e Imunologia